Fone: (11) 2911-5376 | WhatsApp: (11) 98624-8711

Agente Local da Inovação Papiro Comércio de Madeiras

Durante o desenvolvimento do meu trabalho como Agente Local de Inovação na empresa “Papiro Comércio de Madeiras” tive a oportunidade de apresentar a metodologia CERTI referente ao projeto AGENTE LOCAL DA INOVAÇÃO – ALI SEBRAE, que objetiva levar a cultura de inovação que normalmente é trabalhada com facilidade nas grandes empresas para as pequenas empresas, podendo assim fomentar as pequenas empresas.

Isso no ambiente dos pequenos negócios é muito importante uma vez que garante melhor competitividade ao empresário, quebrando alguns “tabus” referente a inovação. Inovar não significa criar um novo mercado ou desenvolvendo um novo produto, basta que por meio de uma melhora significativa seja gerado mais valor aos negócios, e esse objetivo foi entendido facilmente pelo time da empresa Papiro Madeiras, que se dedicou em todo o processo, sempre em busca de melhorias para seus clientes e parceiros.

Uma das definições mais conhecidas sobre inovação é a do Manual de Oslo: é a
introdução de um bem ou serviço novo ou significativamente melhorado, no que se refere às suas características ou usos previstos, ou ainda, à implementação de métodos ou processos de produção, distribuição, marketing ou organizacionais novos ou
significativamente melhorados.

Em uma matéria da FNQ – Gestão para Transformação, de 31/07/2008, tive a oportunidade de ler a entrevista do professor Moysés Simantob – FGV que define a importância da inovação.

A importância da inovação, de uma maneira geral, é percebida como essencial para a sobrevivência num cenário cada vez mais competitivo e globalizado, entretanto poucas empresas exercem algum tipo de iniciativa para colocá-la em prática. Existem duas causas para que isto não ocorra com tanta frequência: a visão ultrapassada sobre inovação e desconhecimento de ferramentas que ajudam colocá-la em prática.

E creio que o projeto Ali para a Papiro Madeiras trouxe o conhecimento das ferramentas, tornando possível e facilitando a prática do processo de inovação, uma vez que a visão ultrapassada e desconhecimento referente a inovação foi eliminada com a busca do empresário Alberto Pedroso Júnior por melhorias e resultados, através de novos processos e aprendizados de sua equipe junto as metodologias CERTI – passadas pelos Agentes locais da inovação.

No decorrer de todo o processo, foi levantado questionários com os clientes podendo
assim desmitificar o JOB TO BE DONEAnalisar as circunstâncias que levam os
consumidores a querer comprar determinado produto ou serviço. Parte do princípio de
que não adianta perguntar às pessoas o que elas querem, já que elas responderão de acordo com o que o mercado já oferece, após essas interações podemos entender as necessidades dos clientes e trabalhar assim da melhor forma possível.

Inicialmente, identificou -se a necessidade de melhorias (inovações) em novos
produtos ofertados
, e a inovação seguiu o caminho ecologicamente sustentável com a
busca voltada para venda de pinus e eucalipto, no qual há necessidade de empresas
especializadas nesse seguimento de produto.

De acordo com essa matéria da revista TECNOLOGIA E FLORESTA COM FONTE DO
PAINEL FLORESTAL podemos verificar a importância do posicionamento das
madeireiras para esse seguimento, validando de certa forma a inovação definida pela
empresa.

A plantação de eucalipto e pinus no Brasil tem seu início registrado há mais de um século, através do pioneiro Navarro de Andrade, engenheiro agrônomo nascido em São Paulo. Naquele tempo, as madeiras destas árvores eram destinadas, principalmente, à indústria das estradas de ferro.

Desde então, vem sendo realizados incentivos em pesquisas para promover o
melhoramento genético destas espécies, bem como os sistemas na qual elas estão
plantadas.

Atualmente, o mercado de pinus e eucalipto no Brasil movimenta cerca de R$ 7 bilhões
por ano
, sendo São Paulo, Paraná e Santa Catarina os três estados brasileiros com maior demanda pela madeira produzida.

Somente no ano de 2015, mais de 120 milhões de metros cúbicos de madeira foram
consumidos no país, para diferentes segmentos industriais de todos os portes, sobretudo voltados para o processamento mecânico.

Neste contexto, o mercado vem demandando profissionais cada vez mais qualificados e
inseridos nas políticas de sustentabilidade, adotado pela maioria das empresas.

Em síntese, vários processos sofreram perceptíveis alterações na empresa Papiro
Madeiras, e a cultura de inovação é vista com clareza pelo time dedicado da empresa.

Natacha – ALI Sebrae

Deixe uma resposta

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Fechar Menu